Era uma vez um menino sem nome…

… que queria mais. Não gostava das coisas que os outros gostavam. Andava sozinho no frio. Já não tinha a garota sem pernas, já não tinha trilhos. Só restava música e toda a vergonha diante do espelho. Que deforma o rosto. Que expõe as cicatrizes todas.
Ele está em mim. Como eu nunca estive nele.
Nunca estarei.
Pelo menos aqui eu existo.

Os Famosos e os Duendes da Morte

04/22/11 at 12:18pm
20 notas
  1. espelhodeumvampiro reblogou esta postagem de torranceoulogan
  2. fearofsilence reblogou esta postagem de torranceoulogan
  3. entraetrancaaporta reblogou esta postagem de torranceoulogan
  4. angel-without-wings-s2 reblogou esta postagem de torranceoulogan
  5. matheuscunha reblogou esta postagem de torranceoulogan
  6. torranceoulogan publicou esta postagem